Warning: time() expects exactly 0 parameters, 1 given in D:\HostingSpaces\Barreto\blog.deltaphoto.info\wwwroot\wp-content\plugins\rock-convert\inc\frontend\class-frontend.php on line 167
Autoestima infantil: o que fazer para empoderar as crianças Autoestima infantil: o que fazer para empoderar as crianças

Autoestima infantil: o que fazer para empoderar as crianças?

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Incentivar a autoestima infantil é algo muito vantajoso para a vida das crianças. Quando os pais se preocupam em desenvolver essa questão enquanto seus filhos ainda são pequenos, contribuem para uma fase adulta equilibrada e segura.

Toda criança é como uma esponja, capaz de absorver coisas boas e ruins. Ou seja, a postura dos pais durante a sua criação faz toda a diferença. A pergunta é: como empoderar a garotada?

Este artigo traz algumas orientações para que você conclua essa missão com sucesso. Continue a leitura e descubra como ajudar o seu filho a se tornar um adulto mais confiante!

Estabeleça limites

Muitos adultos têm a ideia equivocada de que estimular a autoestima infantil se resume a aprovar qualquer tipo de comportamento — o famoso “passar a mão na cabeça”. No entanto, impor limites é fundamental para contribuir com a formação de um adulto equilibrado.

Indique de forma clara e objetiva as posturas inadequadas da criança, com o cuidado de desaprovar a atitude, e não o pequeno. Por exemplo, se ele estragar um brinquedo, jamais diga frases ofensivas como “você é muito relaxado”. Explique para ele que agora o brinquedo não poderá mais ser usado, pois está quebrado. Como foi proposital, você não vai comprar outro.

Valorize o esforço

Os valores transmitidos durante a infância, além de ajudarem a impor limites, estimulam o desenvolvimento de habilidades e o autoconhecimento. Portanto, independentemente do resultado obtido por uma ação, o esforço deve ser reconhecido.

Por exemplo, se a criança arrumar a cama, faça um elogio. Diga que ela cumpriu a tarefa direitinho e com capricho, para que ela saiba exatamente por que está sendo parabenizada.

Promova a autonomia

A criança deve saber que é capaz de realizar algumas atividades sozinha. Uma ótima maneira de fazer isso é criar um ambiente interativo com os adultos. Quer uma ideia? Enquanto os pais cozinham, os filhos lavam a louça.

Além de estreitar laços, é um momento singular para eternizar sorrisos. Aproveite para fotografar esses momentos divertidos em família!

Evite comparações

Em hipótese alguma compare seu filho com os irmãos, primos ou colegas. Ele deve entender que ninguém é melhor ou pior do que ninguém: cada pessoa é única, tem qualidades e defeitos.

Faça elogios e correções conforme as atitudes da criança, nunca com base no comportamento de terceiros. Se o primo conquistou uma medalha, bom para ele! Mas essa conquista jamais deve ser acompanhada do comentário “tá vendo?”.

Leve a sério as emoções e os sentimentos da criança

Crianças também sentem tristeza, chateação, medo e frustração. Colaborar para a autoestima infantil envolve respeitar esses sentimentos e ser o apoio necessário para que o pequeno aprenda a lidar melhor com eles.

O papel dos pais não é repreender, diminuir ou julgar. Isso só piora o quadro! O melhor é perguntar o que você pode fazer para amenizar a situação e oferecer uma ponta de esperança dizendo que o momento difícil vai passar.

Por fim, vale frisar que a família e a escola precisam estar alinhadas ao processo de construção da autoestima infantil, a fim de que a criança se sinta acolhida e cuidada em ambos os lugares. Então, antes de matricular o seu filho em uma escola, conheça o espaço e verifique como a equipe lida com essas questões.

Aliás, você está presente na escola do seu filho? Veja a importância dos pais no dia a dia escolar!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta