Uma breve história da fotografia Uma breve história da fotografia

Uma breve história da fotografia

2 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Fotografia: A arte de eternizar numa imagem, o mundo ao seu redor.

Numa definição mais técnica é o processo de registar uma imagem, usando a luz, que passa por uma lente e é absorvida por uma superfície.

Desde a antiguidade, que se procuravam processos para imortalizar o tempo, porém podemos dizer que o pai da fotografia é o francês Joseph Niépce. Em 1826 (quase à 200 anos), consegue finalmente gravar com nitidez uma imagem tirada da janela de sua casa.

O processo de positivo/negativo, que ainda hoje é usado, foi inventado por William Talbot 15 anos depois, usando um misto de iodeto de prata com ácidos e fixados com tiossulfato de sódio. Este processo foi o que ajudou a tornar a fotografia algo popular e que qualquer leigo poderia começar a testar.

A fotografia colorida iria demorar mais. Somente em 1861 por James Clerk. Os irmãos Lumiére deram também uma ajuda, usando pontos tingidos por extrato de batata. Mas somente depois da 2ª Guerra Mundial é que se tornou comercializável.

Mas se existe alguém que tornou a fotografia um sucesso mundial, com certeza foi George Eastman. O nome pode não lhe dizer nada, mas ele fundou a KODAK no final do séc. XIX.  Foi o primeiro a querer que qualquer um pudesse tirar uma foto com rolos substituíveis, e que permitiam tirar entre 30 a 100 fotografias de cada vez. Quem não lembra do tempo, em que não se podia desperdiçar uma foto?

A grande mudança recente veio somente 100 anos depois, com a criação da fotografia Digital. Esse processo, junto com o celular, permitiu que hoje em dia cada um de nós possa ser um fotografo amador. Tiramos quantas fotos quisermos, em qualquer lugar. Só no Instagram existem mais de 700 Milhões de fotógrafos amadores e profissionais a quererem partilhar a sua visão do mundo.

O processo mudou, mas a definição se mantém.

Fotografia: A arte de eternizar numa imagem, o mundo ao seu redor.

Posts relacionados

Deixe uma resposta