Outubro Rosa Outubro Rosa

Outubro Rosa

2 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Em parceria com a Dra. Adriana Valerio solicitamos a compartilhar informações e algumas recomendações e cuidados a ter para diagnóstico de câncer de mama:

“A iniciativa do Outubro rosa começou nos Estados Unidos na década de 90, um grupo de mulheres e sobreviventes do Câncer de mama se reuniu para alertar sobre a importância da mamografia  na detecção precoce do Câncer de mama.

O Câncer de mama é o segundo câncer em incidência  e mortalidade nas mulheres, ficando apenas atrás do câncer de pele não melanoma. De acordo com o INCA a estimativa eram de 59.700 novos casos de câncer de mama no ano de 2018 com risco estimado de 56,33 casos a cada 100.000 mulheres, sendo também a primeira causa de morte por câncer entre as mulheres. Porém, também é o câncer com maior taxa de cura se descoberto nos estágios iniciais, com cerca de 95% de taxa de cura.

O câncer de mama atinge mulheres principalmente entre os 40 e aos 70 anos de idade, com pico de incidência dos 45 aos 55 anos. Os principais fatores de risco são:

  • Nunca ter tido filhos
  • Obesidade
  • Ausência de amamentação
  • Sedentarismo
  • Exposição frequente a radiação ionizante ( Raio-X)
  • Primeira menstruação antes dos 12 anos
  • Primeira gravidez após os 30 anos
  • Menopausa após os 55 anos
  • História familiar de Câncer de ovário
  • História familiar de Câncer de mama antes dos 50 anos
  • Mutação genética dos genes BRCA-1 e2
  • Reposição hormonal por mais de 5 anos

A principal forma de detecção precoce é pela mamografia, que deve ser feita anualmente a partir dos 40 anos de idade. O exame físico das mamas também é muito importante. E outros exames como ultrassom de mamas podem ser necessários, se o medico assim julgar.

Não se esqueça de manter sua rotina ginecológica em dia! Converse sempre com seu ginecologista em caso de dúvidas. “


Dra. Adriana Valerio

Ginecologia e Obstetrícia

Reprodução Humana

CRM 120814

Posts relacionados

Deixe uma resposta